Por Trás da Lei de Benford Está a Escassez Inerente
Ciência Matemática Economia

Por Trás da Lei de Benford Está a Escassez Inerente

Eric Sanchez
Eric Sanchez
Seja o material de crosta em altitudes vulcânicas, ou seguidores ativos e reais no Twitter, todas as coisas reais estão de fato seguindo ou possuem seus próprios comprimentos de onda ou digitais de acesso aos seus recursos, colocadas em movimento pelo início da criação do universo natural no qual nós compreendemos como uma instantânea e contínua explosão.

A Lei de Benford é o fenômeno de uma distribuição previsível do primeiro dígito de números de qualquer conjunto de dados (datasets). O número 1 ocorre mais perceptivelmente do que o 9 de uma forma previsível.

Como todas as coisas em todos os conjuntos de dados são coisas dentro de um universo com recursos finitos, podemos esperar o surgimento da Lei de Benford a partir deles, quando na verdade eles surgem sem um conhecimento explícito de que foram mensurados e coletados em um conjunto de dados, ou seja, um elemento da vontade humana.

Quando as coisas reais são indicadas a partir dos números, faz sentido que o 1 apareça mais, porque os recursos são limitados, de modo que as coisas são empurradas para baixo na direção dos menores números, e o 1 aparece mais como o primeiro algarismo porque naturalmente aparece contando progressivamente em um sistema decimal.

Devido ao nosso sistema decimal, o 1 naturalmente ocorrerá mais frequentemente como o primeiro dígito, seguido por um decrescimento logarítmico à medida que os valores aumentam.

Pode-se imaginar que em qualquer sistema numérico concebível no universo, um fenômeno similar se seguiria não importasse os primeiros dígitos utilizados, ou os intervalos entre eles por conta da posição numérica (no nosso caso, isto ocorre na mudança do 9 para o 1 para expressar um número maior), porque os sistemas de contagem são, de certo modo, apenas uma ferramenta.

Qualquer sistema numérico ou de contagem deve sofrer a mesma distribuição efetiva de dígitos (ou que quer que possa ser utilizado), contanto que um método protético para a conta abreviada de grandes quantidades seja utilizado.

A natureza dos números no mundo real é que eles aumentam, porque nós os utilizamos para contar as coisas das nossas vidas.

Curiosamente, esses números que utilizamos para contabilizar a quantidade de coisas que temos são as mesmas coisas que podem evidenciar o limite do número de coisas no universo, e a descoberta disso pode ser analisada como a Lei de Benford.

Qualquer coisa naturalmente perceptível como real (e possivelmente qualquer coisa não perceptível ou ainda não perceptível) no universo é sempre limitada. O real neste caso é estavelmente dinâmico, e isso pode se referir à matéria prima real, como a quantidade de um elemento na Terra, mas também a ideia do real ou genuíno em termos de aspectos humanos.

O universo é um único sistema, e qualquer extração disso em qualquer campo natural, ou de coisas que dependem de recursos naturais, devem mostrar vestígios de influência da massa finita no universo.

Até mesmo números e conjuntos de dados relativos a coisas que consideramos como fundamentalmente sociais e humanas (e consequentemente arbitrárias), foram influenciados em certo grau pela finitude das coisas que ocorrem de maneira natural.

Sempre haverá uma combinação das forças do ambiente decorrentes da escassez no mundo ao nosso redor, e da nossa própria vontade de agir nele de maneira relativa - em assuntos relacionados à vida humana.

Um exemplo é a população nas cidades, que em certo sentido sempre será influenciada pelos recursos naturais disponíveis nela, seja pelo modo aparentemente direto e mais fácil da disponibilidade local de coisas como a água, ou o maior grau de separação político e socioeconômico dos recursos naturais brutos - todas as coisas e processos envolvidos sendo influenciados em certo grau pela escassez dos recursos associados com o que se necessita (no caso humano, por exemplo, a disponibilidade de água).

Existem diferentes camadas de sistemas únicos em nossa realidade percebida, que não são totalmente exclusivas ou inclusivas, as quais não são totalmente influenciadas estratosféricamente entre si, mas são em certo grau.

O universo é um sistema, nosso sistema solar é, de fato, um sistema, nosso planeta é um sistema, uma nação é um sistema, nossas famílias são sistemas, nossos corpos são sistemas e nossas células são sistemas.

Seja o material de crosta em altitudes vulcânicas, ou seguidores ativos e reais no Twitter, todas as coisas reais estão de fato seguindo ou possuem seus próprios comprimentos de onda ou digitais de acesso aos seus recursos, colocadas em movimento pelo início da criação do universo natural no qual nós compreendemos como uma instantânea e contínua explosão.

O universo por si só pode ser pensado não apenas como um sistema simples, mas uma simples onda, colocada em movimento por algo ou Alguém fundamentalmente distinto do universo natural, e coisas que parecem inevitáveis podem ser traços ou expressões da única forma de onda daquela simples onda que é o universo, possuindo o timbre da Voz Divina que falou da inexistência para a existência, e a partir da qual a distribuição da matéria foi colocada em movimento.

Independentemente se a Lei de Benford é uma lei física - sou propenso a acreditar que não é questionável se a escassez inerente do universo pode ser considerada uma qualidade intrínseca do universo físico, correlacionada com coisas como a energia termodinâmica - essas leis da física podem ser influenciadas ou podem ser reflexos da forma e tamanho relativos do universo e sua única frequência ou forma de onda, se considerarmos novamente uma única unidade (não necessariamente deslocando-se em um caminho direcionado linearmente).

Vamos usar o exemplo da capacidade de detectar contas de robôs russos no Twitter utilizando o conceito da Lei de Benford. Uma circunstância que torna isso possível é o fato de que existem pessoas limitadas no mundo para se ter como seguidores verdadeiros e ativos, e existem oportunidades limitadas de realizar conexões ou de ser conhecido por diferentes pessoas (pense nas oportunidades de ter pessoas para seguir ou de ter pessoas para seguir você).

Essas oportunidades em si são influenciadas pela distribuição dos recursos que afetaram cada vida e conexão em questão, do nível global ao molecular.

Uma pergunta para futura exploração seria se podemos esperar dados provenientes de um estado quântico necessariamente seguem a Lei de Benford.



Join the conversation.


© 2021 Terraflow LLC - Information - Series 2. Todos os dereitos reservados. O conteúdo e as representações neste site são apenas para fins informativos e não serão considerados consultoria de investimento, conselho médico, consultoria jurídica ou solicitação de investimento.